Rios Goianos: jornalismo ambiental com DNA goiano

Ação: Rios Goianos “VIVOS” Salve uma nascente.

 

Luiz Alves rio Araguaia Foto João Faria 251 cópia

As discussões relativas ao tema “Meio Ambiente” e a dimensão que cerca suas inúmeras variáveis são objeto de todos nós da sociedade civil. Nas últimas décadas as instituições públicas e da iniciativa privada estão observando com outros olhos a dilapidação dos recursos naturais no Brasil. Segundo a Lei Federal 4.771/65, alterada pela Lei 7.803/89 e a Medida Provisória 2.166-67, de 24 de agosto de 2001,

“Consideram-se de preservação permanente, pelo efeito de Lei, as áreas situadas nas nascentes, ainda que intermitentes e nos chamados “olhos d’água”, qualquer que seja a sua situação topográfica, devendo ter um raio mínimo de 50 (cinqüenta) metros de largura.” Segundo os Artigos 2.º e 3.º dessa Lei “A área protegida pode ser coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica, a biodiversidade, fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.” Atualmente, é pauta da maioria dos grupos empresariais o desenvolvimento de programas de preservação ambiental em suas respectivas áreas de atuação, principalmente no que se refere aos recursos hídricos, Por este motivo procuramos trazer a natureza mais próxima das pessoas, conciliando a necessidade que temos de um meio ambiente preservado e livre, conservando e mantendo as nascentes existentes no Estado de Goiás, através da Ação de Recuperação das Nascentes dos Rios Goianos.

Foto: João Faria/ONG Rios Goianos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Secured By miniOrange