Rios Goianos: jornalismo ambiental com DNA goiano

Rio Araguaia: a iguana e a travessia!

 

Rio Araguaia a temporada 2017 teve início e, aproveitando uma bela manhã de domingo, vamos fotografar! Existe uma máxima na fotografia que diz: “O tempo e o fato são implacáveis”. Com muita inspiração e totalmente feliz, estava eu ali preparado para o que desse e viesse. Quanta inocência! Caminhando pela Avenida Altamiro Caio Pacheco, próximo ao Sesi de Aruanã – praticamente esse é o ponto central e nervoso da cidade – percebi que lá quase tudo acontece. Neste perímetro, existe trânsito pesado, tanto de carros quanto de motos e pedestres! Para atravessar essa avenida de duas pistas é preciso estar atento. Se para nós, humanos, é um momento tenso, imagine essa travessia sendo realizada por um animal selvagem! É aí que acaba minha inocência.

A minha boca ficou seca!

Praticamente em frente à Aldeia dos Carajás, ouço barulho entre os galhos de um arbusto de pequeno porte, em frente a uma casa. Ao olhar mais atentamente, vi algo comprido e verde – pensei que fosse uma cobra, até porque existem várias espécies de serpentes que usam as árvores para se locomover! Mas, para meu alívio, não era uma cobra e sim um grande e respeitado iguana-verde. Sua coloração esverdeada com branco, amarelo e preto forma um verdadeiro arco-íris, matiz perfeito e harmonioso. A minha boca ficou seca na hora. O batimento cardíaco acelerou, minha mente quase acionou a diretiva 4, (diretiva 4 é acionada quando o corpo trava e ficamos impedido de agir. Se lembram do Robocop 1?).

Mas aí perde-se a emoção!

Tomei as providências devidas: liguei a câmera, liberei o monopé e conferi o ‘iso’ (sensibilidade) da câmera, velocidade e abertura de diafragma. É preciso montar a lente certa neste caso. E ter uma teleobjetiva adequada. Utilizo uma de 120mm x 600mm. Há a opção de se fotografar toda a sequência usando os controles automáticos da máquina, mas aí perde-se a emoção. Afinal, sou um fotojornalista da velha guarda que usa o sistema manual! Refeito do susto e com os ajustes sob controle, vamos à luta!

 Rumo ao asfalto quente!

Comecei a fotografar o passeio matinal do nosso corajoso e inescrupuloso herói. Tudo corria bem: o animal subiu em um tronco e fez pose. Mas, de repente, ele tomou uma decisão suicida; aprumou o peito e começou a caminhar rumo ao asfalto quente da avenida. Na realidade achei que ia subir em uma árvore próxima, mas ele seguiu em frente e iniciou a travessia. Vi neste gesto irracional e bem natural do iguana, um pouco de cada um de nós, pois todas as manhãs temos de realizar nossas travessias – umas  serão bem-sucedidas, outras nem tanto, contudo serão realizadas e algumas, uma verdadeira tragédia. A determinação, coragem e ousadia deste pequeno réptil foram fenomenais!

  A travessia ficou dramática!

Eu estava ali pronto e atento para registrar tudo, até mesmo o sucesso dele. As chances favoráveis a ele eram quase zero, o trânsito intenso de veículos só ia aumentando. O tempo é cruel nestes momentos. Algo, porém, me chamou mais ainda a atenção: aquele iguana exibia uma calma impressionante. Seus movimentos eram de um ser que domina perfeitamente as ações. Ele, primeiro, observava e depois dava seus passos devagar e concatenados e, nesse ritmo, calculou o trajeto. O réptil superou a primeira pista da avenida sem dificuldade. Foi brilhante mas na segunda pista, o ‘caldo engrossou’. Com o aumento do fluxo de veículos e também da temperatura, a segunda parte da travessia ficou dramática! Este texto termina aqui. Vejam a sequência de imagens e descubram o que aconteceu ao nosso bravo herói iguana!!   

 Um simples passeio matinal!

Vou subir nesse tronco!

Uau que visual show vou para o outro lado da rua!

Nossa é muito quente aqui!

Parece que estou em uma frigideira!

Ufa menos quente agora!

Que grama macia!

Essa grama é muito refrescante!

Chega de moleza vamos em frente!

Caramba estou sendo seguido por esses monstros!

Minha nossa esse ET é muito grande vou correr!

Essa foi por pouco!

Finalmente, objetivo alcançado!

Galera venci os ETs tô na área!

Texto e fotos: João Faria/ONG Rios Goianos.

Revisão e edição: Carlos Alberto Pacheco.

4 comentários sobre “Rio Araguaia: a iguana e a travessia!

    1. João Faria Autor da Postagem

      Bom dia senhor Souza! Ficamos felizes que o senhor tenha gostado de nosso conteúdo! Vamos nos esforçar mais ainda para não lhe decepcionar. Grande abraço. Equipe Rios Goianos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Secured By miniOrange